A sexualidade de Bruna Linzmeyer

A atriz Bruna Linzmeyer é uma das três capas da volta da revista impressa Glamour Brasil (que sairá somente duas vezes por ano). Aos 29 anos e assumidamente bissexual já revelou que ficou com medo de assumir sua sexualidade em 2016 , não pelo fato do gênero e sim com medo de perder trabalhos. Hoje bem resolvida, diz que tem muita coisa ainda a ser discutida além do gênero. “Outras pautas também que precisam ser discutidas, como a maternidade lésbica, saúde da mulher lésbica, entre outras. Ainda sinto muita falta de narrativas lésbicas, sapatrans, ou não bináries no mundo”. E  fala ainda de sua relação com a beleza. “É uma montanha-russa. Eu pude ter uma educação muito carinhosa por parte dos meus pais. Eles sempre acreditaram muito em mim, e isso construiu minha autoestima. Muitas coisas de beleza e magreza vieram na minha direção por causa do trabalho, mas decidi que não queria me preocupar com isso. Fui tomando essa decisão dentro de mim e entendendo que a beleza tem a ver com autoconfiança. Com como você se enxerga, como se sente valorizada, amada, e bem paga. Trabalho também constrói beleza”. é uma das três capas da volta da revista impressa Glamour Brasil (que sairá somente duas vezes por ano). Aos 29 anos e assumidamente bissexual já revelou que ficou com medo de assumir sua sexualidade em 2016 , não pelo fato do gênero e sim com medo de perder trabalhos. Hoje bem resolvida, diz que tem muita coisa ainda a ser discutida além do gênero. “Outras pautas também que precisam ser discutidas, como a maternidade lésbica, saúde da mulher lésbica, entre outras. Ainda sinto muita falta de narrativas lésbicas, sapatrans, ou não bináries no mundo”. E  fala ainda de sua relação com a beleza. “É uma montanha-russa. Eu pude ter uma educação muito carinhosa por parte dos meus pais. Eles sempre acreditaram muito em mim, e isso construiu minha autoestima. Muitas coisas de beleza e magreza vieram na minha direção por causa do trabalho, mas decidi que não queria me preocupar com isso. Fui tomando essa decisão dentro de mim e entendendo que a beleza tem a ver com autoconfiança. Com como você se enxerga, como se sente valorizada, amada, e bem paga. Trabalho também constrói beleza”.

Ultimas notícias