Frederico Sanchez Resende destaca importância da logística sustentável

As mudanças climáticas são o maior desafio do nosso tempo e, se nosso objetivo é reduzir os efeitos das mudanças climáticas, é preciso cumprir as metas de sustentabilidade da ONU (Organização das Nações Unidas). Neste sentido, o setor de logística pode contribuir a partir da adoção de processos, sempre considerando os resultados relativos a estes requisitos.
 
Para o diretor geral da GES Logística no Brasil, Frederico Sanches Resende, é necessário que programas de logística estejam cada vez mais de acordo com o uso eficiente de recursos para que as empresas alcancem estes objetivos. “Países da Europa já implementam o estudo da logística sustentável como base do desenvolvimento e operação dos negócios”, afirma.
 
Ainda segundo Frederico Resende, é de suma importância que os diferentes tipos de indústrias que atuam na produção física e distribuição para o comércio estejam atentos ao crescente foco da sociedade quanto aos valores sustentáveis. “Muitas empresas envolvidas na produção e distribuição terão que pensar novo e ainda considerar fatores como o meio ambiente e os requisitos de recursos”, destaca.
 
Além de otimizar a eficiência do transporte com o objetivo de reduzir as emissões ambientais, a logística sustentável também envolve o uso de embalagens ecologicamente corretas para os produtos. “Reduzir vazios, ou seja, ter o mínimo de embalagem possível, ajuda a diminuir o consumo de combustível, pois há espaço para mais embalagens em cada transporte”, comenta Frederico Sanches Rezende. 
 
Para o diretor da GES Logística, é importante, ainda, mapear o fluxo de plástico para garantir o uso deste material somente onde for absolutamente necessário. “É possível, por exemplo, reutilizar caixas de papelão para o envio de mercadorias para a loja, além de providenciar a reciclagem de plásticos. Isso proporciona sustentabilidade econômica e ecológica”, conclui Frederico Sanchez Resende.

Ultimas notícias