Número de mortos em explosão em hotel de Cuba sobe para 25

A forte explosão que destruiu parcialmente o hotel Saratoga no centro de Havana na sexta-feira (6) deixou pelo menos 25 mortos, incluindo uma turista espanhola, segundo um novo relatório oficial transmitido neste sábado (7/5) pela TV estatal.

O balanço anterior, divulgado na sexta-feira à noite, citava 22 mortos e mais de 50 feridos na explosão, causada provavelmente por um vazamento de gás.

“Recebemos notícias trágicas de Cuba. Uma turista espanhola faleceu e outro cidadão espanhol está gravemente ferido após a explosão do hotel Saratoga”, informou no Twitter o presidente do governo espanhol, Pedro Sánchez.

“Todo nosso carinho a suas famílias e por todas as vítimas e feridos. Nosso apoio também ao povo cubano”, acrescentou.

As equipes de resgate continuam a vasculhar os escombros neste sábado, na esperança de encontrar novos sobreviventes, confirmou um jornalista da AFP no local.

A busca agora se concentra no interior do hotel e no porão, de acordo com a televisão estatal cubana.

“É muito lamentável o que aconteceu, a destruição, especialmente a perda de vidas, e também as pessoas feridas, mas mais uma vez quero destacar a velocidade com que a população e as instituições foram mobilizadas”, tuitou o presidente cubano, Miguel Díaz-Canel.

“A solidariedade prevaleceu. #FuerzaCuba”, acrescentou, referindo-se aos muitos cubanos que se apressaram na sexta-feira para doar sangue para ajudar os feridos.

Hotel emblemático de Havana Velha, o Saratoga estava fechado há dois anos para reparos e se preparava para reabrir ao público em 10 de maio.

Trabalhadores estavam em seu interior quando ocorreu a explosão.

Os primeiros quatro andares do Saratoga – hotel cinco estrelas com 96 quartos, dois restaurantes e uma piscina na cobertura – explodiram e ficaram praticamente destruídos, cercados por montanhas de escombros e pedaços de vidro. Vários carros que estavam perto do local foram danificados.

O responsável da empresa estatal Gaviota, proprietária do hotel, Roberto Calzadilla, disse que a explosão aconteceu quando “o gás estava sendo reabastecido com um cano [caminhão-tanque] e aparentemente foi isso que causou esse infeliz acidente”.

O Saratoga, um luxuoso edifício neoclássico construído em 1880 para armazéns, foi remodelado como hotel em 1933 e reaberto em 2005.

Como um dos hotéis mais populares de Havana, já recebeu várias personalidades como Beyoncé e Jay Z, que comemoraram um aniversário em 2013, bem como Madonna e sua filha Lourdes e Mick Jagger, o lendário membro dos Rolling Stones.

Ultimas notícias