Polícia Civil investiga morte de jogador executado em morro no RJ

Um inquérito foi aberto pela Polícia Civil do Rio de Janeiro para investigar a morte de Fabrício dos Santos Silva, jogador de futebol amador de 24 anos, que foi morto a tiros na madrugada de sábado (21/5), no Andaraí, Zona Norte do Rio de Janeiro. De acordo com publicação do portal Extra, o corpo de Fabrício foi encontrado com marcas de tiro. O enterro do rapaz aconteceu nesse domingo (22/5).

Ainda de acordo com a publicação, que entrevistou familiares do rapaz, a morte do jogador pode ter sido cometida por traficantes que dominam o Morro do Cruz, no Andaraí. Fabrício era morador de Manguinhos, área dominada por uma facção rival a que comanda a região onde ele acabou morto.

O rapaz e outros dois amigos pegaram um carro de aplicativo para uma festa no Morro do Borel. O motorista, no entanto, os deixou no Morro do Cruz, que fica próximo ao destino desejado. Os três rapazes tentaram fugir ao notar que o local era perigoso, acabaram se separando e Fabrício teria sido capturado por criminosos.

O jovem morto jogava pelo São Caetano, clube amador do Rio de Janeiro, que disputava o torneio Copa Pedro Firmino, realizada no Alto da Boa Vista. Fabrício jogaria uma partida que acabou sendo cancelada por conta da sua morte. Os organizadores do campeonato publicaram uma homenagem ao atleta assassinado.

Ultimas notícias